serafim

Atualizado: 26 de Set de 2020



cá estou, donde um tanto vem: fados heranças linhos faianças centenárias


onde há gaivotas muralhas arcos águas de Tejos e Douros correndo além-mar


Trás-os-Montes Vista Alegre Alentejo

além do cais e da Ribeira do Porto e além do oceano um cravo para Serafim

terra nova a casa jasmins uma praça a árvore

e aqui na terrinha minhas raízes as lembranças desbotadas e eu pensando nele

Serafim meu avô



por Laura A ⠀ ⠀

#homenagem #ancestralidade #raizes #porto #portugal #poesia #poema #poetizando

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

soltar